Loading...
Gráficos e visualização de informação para utilizadores de Excel 2017-01-30T16:03:28+00:00

Ir mais além.

REDESCUBRA O EXCEL.

In addition to a great deal of data visualization experience, Jorge is one of the world’s great experts in Excel; he’s one of those guys who can make Excel do things that were never intended or imagined and certainly never directly supported by its creators.
Stephen Few, perito em visualização de informação

O meu nome é Jorge Camões e uso o Microsoft Excel para melhorar a representação gráfica nas organizações, para criar protótipos de dashboards. Além disso, ajudo os meus clientes e estudantes a descobrir os princípios e as boas práticas na visualização eficaz de informação. Sim, também com o Excel.

Acredito verdadeiramente que a eficácia e a elegância na visualização estimula o interesse pela informação e melhora o suporte ao processo de decisão. Mas eficácia e elegância não são sinónimos de  custos acrescidos associados à aquisição de novas ferramentas, em especial se, como acontece com a maioria dos utilizadores, desconhece muito do que pode fazer com o Excel.

Trabalho

Trabalho.

PROJETOS EM EXCEL.

Não usar as pré-definições de qualquer ferramenta de visualização de informação é uma regra básica. Neste projeto, que irá crescer ao longo do tempo, estou a criar uma biblioteca de gráficos que procuram ser ao mesmo tempo eficazes e elegantes, e decididamente não reconhecíveis como gráficos de Excel! Estes e outros gráficos podem ser observados e adquiridos na Excel Charts Shop. Use as setas para ver alguns exemplos.

Competências

Competências.

UM VASTO LEQUE DE POSSIBILIDADES.

 É impossível enumerar todos os contextos e necessidades dos utilizadores onde a visualização de informação é relevante. Estas são apenas algumas das atividades qe tenho desenvolvido ao longo do tempo.
01. Formação.

Os responsáveis pelo Curso de Especialização em Comunicação Visual de Informação do ISCTE tiveram a amabilidade de me convidar para uma masterclass sobre dashboards. Plateia muito motivada, uma excelente experiência para mim e feedback muito positivo!

02. Documentos.

Relatório de Atividades de 2015 (pdf) da Fundação Francisco Manuel dos Santos resultou de uma interessante e proveitosa relação entre as minhas competências em visualização de informação e o designer responsável pela restante componente gráfica. Parabéns à FFMS por estimular este tipo de parceria, que gostaria de ver mais vezes repetida em outras organizações!

03. Consultoria.

No caso das Grandes Oções do Plano da Câmara de Oeiras (pdf), tratou-se de transmitir conhecimentos de visualização de informação e de Excel e apoiar o excelente trabalho desenvolvido pela equipa na renovação da publicação. Observar o entusiasmo com que as pessoas redescobriram o Excel, a sua ferramenta de sempre, foi a minha maior recompensa!

04. Dashboards.

Dashboard em Excel - WisevisPara além dos dashboards no meu site, tenho feito com regularidade dashboards para clientes, em especial na indústria farmacêutica.

05. Excel charts.

Blogue Excelcharts.com

O Excel Charts é o meu blog pessoal, onde há quase 10 anos escrevo sobre visualização de informação sob o ponto de vista de um utilizador de Excel.

06. Artigos.

A fragmentação dos meios significa que a presença online tem de procurar novos públicos em múltiplas plataformas. Aqui são listados os últimos artigos que escrevi em plataformas como o Linkedin e o Medium. Outras se seguirão:

Medium: All charts and graphs are scatter plots at heart

Linkedin: Da gula visual e outros açúcares

Linkedin: Microsoft Excel: Entre o amor e o ódio

Livro

Livro.

UM MANUAL PARA VISUALIZAÇÃO DE INFORMAÇÃO PARA TODOS.

Livro de visualização de informação Data at WorkO meu livro não lhe vai ensinar a fazer gráficos em Excel. O seu objetivo é criar um modelo de visualização de informação adaptado a utilizadores de Excel e que não posuem dotes artísticos mas que querem ir para além das más pré-definições do Excel.
Cursos

Cursos.

CURSOS EXCEL E EXCEL-FREE.

A visualização de informação é um ponto onde se cruzam dados, tecnologias e design, mas também necessidades, objectivos e competências distintas. Os cursos abaixo estão disponíveis, mas não constituem uma lista exaustiva. Uma das principais distinções é entre cursos focados no Excel e cursos independentes das ferramentas.
01. Visualização de Informação e Dashboards.

Este curso de dois dias destina-se a gestores que queiram melhorar a representação gráfica  de informação nas suas organizações sem os detalhes técnicos de utilização das aplicações, bem como a técnicos que queiram integrar na sua atividade um modelo de visualização mais eficaz.

O curso aborda temas como a influência da percepção visual na representação gráfica, o processo de análise e comunicação de informação, os tipos de gráficos e as questões a que eles respondem, a passagem do gráfico à paisagem gráfica (infográficos, dashboards) e o design para não-designers.

Embora o curso seja independente de aplicações informáticas, os participantes são constantemente convidados a discutir exemplos, escolher entre as melhores alternativas e a criar as suas próprias representações gráficas.

02. Dashboards em Excel.

Este curso de um dia sintetiza os princípios de visualização eficaz de informação nas organizações, bem como de design de dashboards. Ao longo do dia os participantes constroem um dashboard interactivo que segue essas práticas, ao mesmo tempo que aplicam diversas técnicas de Excel.

O curso foi desenhado para Excel 2010 e versões seguintes, e destina-se a utilizadores de Excel que tenham alguma familiaridade com a elaboração de gráficos.

03. Gráficos Avançados em Excel.

Este curso de um dia leva os participantes para lá da biblioteca de gráficos do Excel. Mostra como tirar partido dos gráficos existentes para criar novos tipos, como usar dados fictícios para criar efeitos de design, como usar algumas das opções de formatação de maneira criativa ou ainda como usar algumas funções para criação de gráficos dinâmicos e interactivos.

O curso foi desenhado para versões de Excel 2013 e superiores, embora o Excel 2010 possa ser usado (com algumas limitações). Os participantes deverão ter alguma familiaridade com gráficos de Excel, pivot tables e funções de lookup.

VAMOS CONVERSAR

Contacto.

VAMOS CONVERSAR.

Há muito para conversar sobre visualização de informação e como tirar partido dela para comunicar melhor ou usá-la para apoiar a decisão. Os marcadores abaixo discutem algumas das possibilidades, mas outras haverá. Use a caixa de contacto abaixo para começarmos a conversar.

Em muitas organizações a visualização de informação ainda está muito associada à ideia de ilustrar alguns números com base naquilo que os vendedores pré-definem nas suas aplicações. Esta ideia é traduzida em gráficos muito coloridos, com efeitos 3D e muitas, muitas tartes. A estes gráficos com excesso de maquilhagem é dado o nome de “gráficos apelativos”.

Expor as fragilidades deste conceito e mostrar um caminho alternativo baseado da eficácia da comunicação, na maior capacidade de compreender os dados e na forma como os gráficos podem manter-se apelativos pela elegância e inteligência é o primeiro objetivo destas palestras, embora elas possam incidir em outros sub-temas, como o desenho de dashboards ou como ir para lá da biblioteca de gráficos do Excel.

Enquanto as palestras têm um carácter mais expositivo e argumentativo adequado à discussão de ideias, os cursos promovem a aquisição de conhecimentos de forma teórico-prática. Através de diversos exercícios, os participantes são convidados a criticar e a avaliar distintas representações gráficas dos mesmos dados, descobrir a justificação teórica para opções de design ou escolher o tipo de representação gráfica mais adequada è exploração das relações entre os dados.

Os participantes deverão ter pelo menos conhecimentos rudimentares de Excel para que possam tirar o máximo partido da formação. No entanto, os cursos procuram ser tanto quanto possível agnósticos quanto à ferramenta utilizada, embora possa ser integrada uma maior exposição ao Excel.

A experiência diz-nos que o utilizador médio de Excel tem deficit de competências na organização e gestão de dados, o que não pode ser separado das competências específicas de visualização. Os workshops procuram integrar esses múltiplas competências e têm uma forte componente prática de “saber-fazer”. No entanto, e ao contrário do tipico curso de Excel, eles têm as boas práticas em visualização de informação como grelha de referência.

Os workshops podem ser desenhados para diferentes níveis de conhecimento de Excel, mas pressupõem que esses conhecimentos são relativamente homogéneos entre os participantes.

Uma aditoria às práticas de viualização de informação permite avaliar os níveis de literacia gráfica e numérica da organização. Ela é feita a partir de uma análise detalhada de uma amostra representativa de documentos internos. O relatório de auditoria indicará os pontos positivos e menos positivos detetados, bem como as medidas correctivas adequadas. Casos particulares que possam ter uma justificação serão discutidos com os autores e a entrega do relatório será acompanhada de uma apresentação das conclusões.

A auditoria poderá ser feita à distância através da partilha de ficheiros, presencialmente com recurso aos sistemas da organização, ou alguma forma intermédia.

Os relatórios e e contas anuais são exemplos de comunicações onde há um peso crescente da visualização dos resultados da organização. A Wisevis poderá colaborar na sua elaboração, produzindo essas representações gráficas ou apoiando técnicos ou designers gráficos durante o processo.
Nem todas as necessidades em matéria de visualização de informação poderão estar cobertas pelas opções de formação, auditoria ou apoio na elaboração de documentos. Daí que a Wisevis esteja aberta à discussão de outras necessidades.